FRASES DO DIA

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

VAMOS FALAR SÉRIO SOBRE O QUE VOCÊ ANDA DIZENDO SOBRE SERVIDORES PÚBLICOS




O serviço público brasileiro tem problemas? Sim, muitos. Há servidores que abusam da estabilidade que a maior parte das carreiras no setor oferece? Sim, também. Mas promover e difundir generalizações do tipo “todo funcionário público é vagabundo e preguiçoso” é tão sem sentido e irresponsável quanto dizer que todo empresário é um egoísta explorador e sem escrúpulos.

O Brasil tem uma máquina estatal grande, devido a vários fatores e escolhas feitas pelos governos que tivemos ao longo de nossa história, desde a época em que éramos colônia de Portugal. Bem ou mal, hoje, essa estrutura é fundamental para que o país funcione. Poderia ser diferente? Pode e acredito que um dia será. Mas, em menor ou maior quantidade, sempre teremos funcionários públicos, precisaremos deles. O que nos cabe, enquanto cidadãos, é contribuir para que o serviço prestado por esses trabalhadores seja cada vez melhor.

O emprego público por aqui sempre foi utilizado como moeda de troca, instrumento de controle de cidadãos-eleitores, material para manobras políticas. Durante muito tempo, o acesso a um cargo desses, “estável” e "vitalício", não foi nada republicano. Era o tipo de “boquinha” que só se conseguia com uma boa barganha e o intermédio de alguém influente.

Ao passo que fomos amadurecendo enquanto república, esse processo foi se tornando mais profissional. Os concursos públicos trouxeram mais isonomia e o velho “quem indica” perdeu força.

Obviamente, ainda temos hoje milhares e milhares de postos que ainda são preenchidos sem concurso, por mera indicação. São os chamados “cargos de confiança” ou “cargos comissionados”, preenchidos por servidores de áreas operacionais que geralmente são substituídos a cada novo governo. 

Existem muitas brechas no estado brasileiro que só uma mudança profunda e sistemática na nossa forma de sermos republicanos vai promover avanços duradouros e significativos. Mas, enquanto isso não acontece, tem muita gente - me arrisco a dizer até que é a maioria - que não cede às "tentações" de sistemas frágeis e mal controlados, que cumpre com suas obrigações de maneira séria e que não merece ser enterrada na vala comum reservada na história aos vilões do povo brasileiro.

Não consigo tolerar a demonização da figura dos trabalhadores públicos, de maneira genérica, etiquetando-os como aproveitadores que deitam e rolam com o suado dinheiro do contribuinte. Antes de dizer qualquer coisa sobre um funcionário público, lembre-se de que bem perto de você devem existir vários, que acordam cedo, fazem seu trabalho com dignidade e respeito aos cidadãos, nunca aceitaram propina nem deixaram atestado médico falso no RH.

Já tive más experiências com pessoas que me atenderam em órgãos públicos. Mas não mais do que tive com empresas privadas. Na verdade, já fui mais bem atendido por médicos e enfermeiros de hospitais públicos do que por outros em unidades privadas. Já recebi tratamento melhor de servidores da Previdência, da Receita, da Caixa Econômica e outras organizações públicas do que tive por parte de empresas de telefonia, internet, energia ou cartão de crédito.

Bons funcionários públicos são importantes para o país. Respeitá-los é tão essencial quanto cobrar que cumpram bem seu trabalho. Faça sua parte.

A você, bom servidor público, deixo, antes de tudo, meu agradecimento pelos bons serviços prestados. E meus parabéns pelo seu dia!



http://www.administradores.com.br/artigos/carreira/vamos-falar-serio-sobre-o-que-voce-anda-dizendo-sobre-servidores-publicos/91302/