FRASES DO DIA

terça-feira, 20 de agosto de 2013

GESTÃO ESTRATÉGICA

CONCEITO

A importância da estratégia

Estratégia é uma palavra de origem grega, e se refere à arte militar de organizar e planejar o uso das forças num combate. 


Segundo o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa, estratégia é “arte de coordenar a ação das forças militares, políticas, econômicas e morais implicadas na condução de um conflito ou na preparação da defesa de uma nação ou comunidade de nações”.

Além da aplicação militar, a estratégia está presente no mundo empresarial, nas organizações públicas e sem fins lucrativos, fazendo parte de todo o sistema de atividades da organização.
Segundo Michael Porter, um grande especialista no tema, a estratégia é a escolha de um posicionamento de mercado diferenciado, é a escolha do que fazer, mas principalmente do que não fazer, proporcionando foco.



Poderíamos dizer que estratégia trata da articulação de todos os recursos de uma organização para o alcance de sua Visão de Futuro e do cumprimento de sua Missão.


O desafio de gerir e implementar a estratégia

Assim como qualquer outra organização, o grande desafio do Ministério Público do Mato Grosso do Sul está na efetiva implementação dessa estratégia.


Segundo uma pesquisa de um livro: “Balanced Scorecard step-by-step” – Niven, Paul R. (Adaptado de Kaplan & Norton), apenas 10% das empresas executam suas estratégias e 85% dos altos executivos gastam menos de uma hora por mês com a gestão estratégica.


O fato é que, não necessariamente, a estratégia previamente pensada é efetivamente implementada.




Para estabelecer uma sistemática de Gestão Estratégica adequada ao Ministério Público do Mato Grosso do Sul, a solução encontrada foi a utilização da ferramenta de gestão chamada Balanced Scorecard - BSC.



Para entender o projeto do BSC no MPMS é importante entender a metodologia que permitiu a sua estruturação.

O Balanced Scorecard BSC


Utilizamos uma metodologia chamada Balanced Scorecard (BSC), um modelo de gestão estratégica, criado por Robert Kaplan, professor da Harvard Business School e David Norton, consultor de empresas.


Esse modelo de gestão comunica a estratégia de maneira clara e alinhada em toda a organização, fazendo com que todos estejam voltados à mesma visão de futuro e permitindo o seu gerenciamento de forma sistemática. 


Conceito: O BSC, muito mais que um conjunto de indicadores balanceados, é um modelo que auxilia o monitoramento do progresso das organizações rumo à visão de futuro e às suas metas de longo prazo, a partir da tradução desta estratégia em objetivos, indicadores, metas e projetos estratégicos, garantindo uma gestão estratégica eficiente e eficaz. 

O BSC tem se mostrado, em organizações com as melhores práticas, um conceito muito efetivo. Além de levar a estratégia até sua operacionalização, garante foco em reuniões de gestão estratégica e - aumenta significativamente a velocidade e acurácia na comunicação e tomada de decisão estratégica.

Existem alguns elementos básicos que compões o BSC:

- Mapa estratégico;
- Indicadores de desempenho da estratégia;
- Metas de longo prazo desdobradas no curto prazo;
- Projetos Estratégicos.


Mapa Estratégico



O mapa estratégico é a representação gráfica da estratégica. Evidencia os desafios que a organização terá que superar para concretizar a visão de futuro. 

Esses desafios são estruturados na forma de objetivos estratégicos, inter-relacionados por relações de causa e efeito, permitindo a identificação dos impactos que um determinado objetivo gera ou recebe, criando uma história lógica da estratégia.

Indicadores de desempenho



Indicadores de Desempenho são aqueles escolhidos pela administração superior para medir o desempenho da estratégia e do alcance dos objetivos estratégicos. É a partir dos indicadores que a organização verifica se a estratégia escolhida está alcançando os resultados esperados ou se é preciso fazer ajustes para atingir as metas, os objetivos e a visão de futuro. Indicadores de desempenho estão, portanto diretamente vinculados aos objetivos estratégicos.


Metas



As metas representam o valor numérico do indicador no futuro, ou seja, a expectativa de desempenho esperada para um determinado indicador. No BSC, as metas de longo prazo definem o desempenho esperado para um determinado indicador no mesmo horizonte de tempo da estratégia.

Projetos estratégicos



Projetos estratégicos são as ferramentas, as ações concretas, que ajudam a organização a atingir os desafios estratégicos impostos pelas metas. São os programas, iniciativas ou ações de intervenção que estão diretamente associados a uma estratégia por meio de um objetivo estratégico.
Ou seja:

Os objetivos definem os desafios;


- Os indicadores representam como esses desafios podem ser medidos e monitorados;

- As metas definem o tamanho ou complexidade desse desafio no tempo e os projetos estratégicos formam o conjunto de soluções para eliminar a lacuna entre o desempenho atual e a expectativa futura de desempenho. 

Modelo de Gestão



Além da concepção da estratégia, é preciso criar um modelo de Gestão Estratégica que estabeleça um processo de acompanhamento sistemático com vistas à sua implementação e, se necessário, seja revisada para a melhor consecução da visão de futuro.


ESTRATÉGIA

O que é Estratégia


Existem diversas definições para estratégia, porém sempre que falamos de estratégia estamos tratando de escolhas. A estratégia faz parte de nosso cotidiano, pois lidamos com escolhas todos os dias em nossas vidas: onde morar, onde estudar, que caminho tomar para evitar o trânsito, que compromisso priorizar.


O termo estratégia tem sua origem militar na Grécia antiga: “strategos” cargo do comandante de uma armada, o cargo ou a dignidade de uma espécie de ministro da guerra na antiga Atenas.

Segundo Michael Porter (artigo “What is strategy?” (O que é Estratégia?) na Harvard Business Review em 1996), estratégia:



-   É a criação de um posicionamento de valor único;

- É a realização de atividades diferentes, ou, de atividades semelhantes realizadas de forma diferente;

-  Especifica o que a organização faz e o que não faz. 

A estratégia que é efetivamente realizada é na verdade a combinação do que foi pretendido ou originalmente concebido, com novas estratégias ou estratégias emergentes.




GESTÃO ESTRATÉGICA



A importância da Gestão Estratégica - Ciclo de Gestão Estratégica

Tão importante quanto à formulação da estratégia é à implementação e à revisão periódicadessa estratégia. Esses três passos compõem um ciclo de Gestão Estratégica.



Conceito: Gestão Estratégica é fazer com que a estratégia da organização seja acompanhada, analisada e realinhada de forma sistemática através de um processo eficaz, utilizando-se de reuniões com foco na tomada de decisão, tendo como ponto central, a estratégia da organização.


 Fonte: 3GEN Gestão Estratégica


Esse ciclo é composto por quatro etapas:



- Análise do Ambiente de Negócios:


O mercado é pesquisado, buscando referências a respeito de concorrentes, normas governamentais, dados macroeconômicos, entre outros. Entre as mais utilizadas estão Matriz SWOT, que estuda a competitividade de uma organização segundo quatro variáveis: Strengths (forças), Weaknesses (fraquezas), Opportunities (oportunidades) e Threats (ameaças) e as 5 Forças de Porter, onde a proposta é analisar a competitividade de um setor, por meio das seguintes forças: competidores, novos entrantes, substitutos, compradores e fornecedores.

- Formulação: Nesta etapa é desenhada a estratégia da organização. A missão, a visão, o posicionamento mercadológico e as principais diretrizes da organização são concebidas ou revisadas, quando cabível. Com base nas análises realizadas, pode- se traçar as principais diretrizes estratégicas e os objetivos. É durante esta fase de formulação que se decide o “caminho a ser seguido”.

- Implementação: A estratégia é colocada em prática. Para tanto, é preciso que os funcionários entendam a estratégia e o seu papel para operacionalizá-la por meio da execução de projetos e processos.

- Avaliação e Aprendizado: É o momento de verificar o que funcionou, o que deu errado e analisar as causas. Nessa hora é que são feitas as revisões de rumo necessárias, para que se inicie então um novo ciclo.

Existem alguns pontos que são orientadores da estratégia da organização, definindo as condições de contorno do negócio e o rumo principal para onde ele deve caminhar. Normalmente são definidos pela alta administração da organização.



São eles:


Fonte: 3GEN Gestão Estratégica 

- Missão: É a declaração dos propósitos da organização. É perene e delimita o contorno daquela organização, deixando claro o que faz e para quem.

- Valores: Assim como a missão são perenes. Os valores definem as crenças e as convicções com as quais aquela organização opera.



- Visão: Define onde a organização quer estar em um determinado horizonte de tempo, normalmente em 5, 10 anos. É o grande norteador da estratégia da organização. 

- A Estratégia baseia-se nessas premissas e também é definida pela administração superior.


A estratégia é executada por meio de processos ou projetos, pelos funcionários da organização, que, se não estiverem cientes dos rumos, propósitos, dos grandes objetivos da organização e não entenderem como essas premissas se encaixam no seu dia a dia, podem não executar os processos ou projetos da melhor forma para o alcance da visão de futuro da organização.



Organizações que se orientaram para a estratégia, colocando a estratégia no centro das decisões, e que tiveram sucesso ao longo dessa jornada, devem trabalhar nos 6 vetores, sendo eles:


Fonte: 3GEN Gestão Estratégica