FRASES DO DIA

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

COMO SEU CURRÍCULO PODE QUEIMAR SEU FILME





O Carnaval foi embora e agora pode ser um excelente momento para - quem está buscando uma nova oportunidade no mercado de trabalho - rever o seu currículo. Ele é o cartão de visita do candidato. Não garante que seja selecionado para a vaga, mas define se participará ou não do processo seletivo. Por isso, caprichar é preciso. Seu cartão de visitas para o futuro empregador precisa ser atrativo, objetivo e didático. Pode parecer fácil, mas não é. 

Vamos começar pelo que não pode ficar de fora: dados pessoais; objetivos profissionais; histórico profissional; formação acadêmica; idiomas (fluência e certificados); cursos, seminários, eventos; e outras experiências. Agora vamos passar por cada um desses itens.

Nos dados pessoais, além de nome completo, endereço completo com CEP, telefone e e-mail, coloque a data de nascimento em formato de dia, mês e ano. Dessa forma, permanecerá sempre atualizada. O detalhe sobre o estado civil e se tem filhos não é obrigatório. Um cuidado superimportante é seu endereço de e-mail! Deixe referências pessoais ou piadinhas no nome do usuário para trocar mensagens com os amigos (sougato@xxx.com ou garotaesperta@xxx.com não soarão profissional para quem ler).

Em objetivos, descreva a área de interesse e/ou o cargo que pretende ocupar. Inclua até duas áreas de interesse no máximo. Outra coisa importante: seus objetivos têm que estar alinhados com sua experiência e formação acadêmica, e o cargo pretendido dentro do seu nível hierárquico atual ou bem próximo.

No histórico profissional descreva sua experiência em ordem cronológica inversa, da mais recente para a mais antiga, com o período total de permanência em cada emprego – mês e ano de ingresso e saída. Logo abaixo do nome da empresa, vale a pena incluir uma breve descrição com nacionalidade, porte e segmento no qual a empresa atua. Abaixo do nome da empresa, inclua cada cargo pelo qual passou e por quanto tempo – mês e ano de ingresso e saída. Aqui, além de uma breve descrição das atividades realizadas, cite os principais projetos realizados e resultados alcançados. Lembre-se: seja objetivo e didático! Nada de textos longos.


Que tal receber a revista Administradores digital todos os meses. Torne-se um Administrador Premium


Na formação acadêmica, o título ou diploma mais relevante para sua atuação vem primeiro, em seguida devem vir os demais. 
Em idiomas, indique o seu real domínio de outra língua. Se tiver certificado ou nota de algum teste conhecido, inclua. A mentira pode ser facilmente desmascarada em um teste durante o próprio processo seletivo ou logo que precisar realizar uma atividade que exija o domínio de outro idioma.


Eleja até cinco cursos, seminários e/ou eventos para citar no currículo. Leve em consideração a relevância que tiveram para sua trajetória e o conhecimento adquirido. Descreva-os com nome, instituição, mês e ano de conclusão.

O tópico “outras experiências” deve ser composto por experiências de vida e trabalho que sejam ou tenham sido relevantes para a sua carreira, como: condução de palestras, participação em grupos e associações, voluntariado, experiências internacionais (ex: três meses na Europa para pesquisa de mercado) e acadêmicas (ex: monitoria do curso de Engenharia Civil).

Por fim, muito cuidado com o uso de foto, termos estrangeiros e erros gramaticais. Evite a foto. Se realmente for necessário, escolha aquela que passar uma imagem profissional. Fuja de termos em outro idioma. Não “pega bem” escrever leadership, se você pode escrever liderança. Erros gramaticais e erros de digitação deixam uma impressão negativa antes mesmo de a pessoa ter a chance de lhe conhecer pessoalmente. Por isso, todo cuidado é pouco.

Espero que essas dicas sejam úteis. Capriche na revisão e boa sorte!




http://www.administradores.com.br/artigos/carreira/como-seu-curriculo-pode-queimar-seu-filme/84951/